Novo Bauhaus Europeu

Iniciativa lançada pela Comissão Europeia, o novo Bauhaus europeu é um movimento criativo e interdisciplinar em desenvolvimento e no qual todos podem participar. 

O novo Bauhaus europeu é uma iniciativa criativa e interdisciplinar que proporciona um espaço de encontro para conceber futuros modos de vida, situada na encruzilhada entre a arte, a cultura, a inclusão social, a ciência e a tecnologia, que visa aproximar o Pacto Ecológico dos sítios onde vivemos e mobilizar um esforço coletivo para imaginar e construir um futuro sustentável, inclusivo e belo para a nossa mente e a nossa alma.

O novo Bauhaus europeu é um movimento criativo e interdisciplinar em desenvolvimento e no qual todos podem participar.

É uma plataforma de experimentação e criação de conexões, que promove a colaboração entre os pensadores e os empreendedores interessados em criar os nossos futuros modos de vida em conjunto.
É uma ponte entre o mundo da ciência e da tecnologia e o mundo da arte e da cultura.
É um convite para mudar de perspetiva e encarar os desafios ecológicos e digitais como oportunidades para transformar a nossa vida para melhor.
Trata-se de uma nova abordagem que visa encontrar soluções inovadoras para problemas societais complexos através da cocriação. A iniciativa visa influenciar o nosso modo de pensar, os nossos comportamentos e os mercados em torno de novas formas de viver e de construir, nomeadamente através dos contratos públicos.

 

O novo Bauhaus europeu visa:

  • Juntar cidadãos, especialistas, empresas e instituições e promover conversas sobre como tornar mais económicos e acessíveis os espaços de vida de amanhã.
  • Mobilizar designers, arquitetos, engenheiros, cientistas, estudantes e mentes criativas de disciplinas diferentes para reinventar um modo de vida sustentável, na Europa e não só.
  • Melhorar a qualidade da nossa experiência de vida, privilegiando os valores da simplicidade, da funcionalidade e da circularidade dos materiais, sem comprometer a necessidade de conforto e de atratividade no nosso quotidiano.
  • Dar apoio financeiro a ideias e produtos inovadores através de convites específicos à apresentação de propostas e de programas coordenados no âmbito do quadro financeiro plurianual.

Já arrancou a segunda fase da Nova Bauhaus Europeia (NBE), uma iniciativa da Comissão Europeia que visa colocar a cultura e a criatividade no centro do Pacto Ecológico Europeu, assente em três valores: sustentabilidade ambiental, estética e inclusão.

Nas palavras da Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, pretende-se promover “uma mudança que melhore o nosso dia a dia, que as pessoas possam tocar e sentir, nos edifícios, nos espaços públicos, mas também no vestuário ou no mobiliário – que combine sustentabilidade e design”.

 

Após uma fase inicial, no primeiro semestre de 2021, em que foram pedidos pela Comissão Europeia contributos a designers, arquitetos, artistas e cientistas de todos os países, para o co-design desta iniciativa – que ascenderam a mais de 2.000 contribuições vindas de todo o mundo - segue-se uma fase de realização, que começará pela implementação de projetos-piloto, um pouco por toda a Europa.

Para esta fase, estão previstos apoios comunitários na ordem dos 85 milhões de euros, provenientes do novo programa-quadro Horizonte Europa, do programa LIFE para o ambiente e a ação climática e o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. As “calls” mais significativas serão abertas ainda em 2021, a partir de setembro. Destaca-se um pacote de 35 milhões de euros destinados a financiar “projetos de demonstração” (lighthouse demonstrators), que sejam exemplares do ponto de vista do desenvolvimento sustentável e incorporem os valores da NBE.

Assim, esta fase combinará projetos com dimensão global e local, projetos que apelem à participação dos cidadão e projetos que observem uma grande transdisciplinaridade. Serão também privilegiados projetos que permitam restabelecer a ligação com a natureza, voltar a encontrar um sentimento de pertença, dar prioridade às áreas que mais necessitam, e adotar formas de pensar a longo prazo ao longo do ciclo de vida dos produtos. Os projetos a financiar deverão ainda incentivar a transformação no terreno, criar um ambiente propício para a inovação ou promover a mudança de mentalidades subjacente ao comportamentos dos cidadãos – uma área onde a arte tem um poder de intervenção muito particular.

 

Entre outras iniciativas de divulgação da NBE por parte da Comissão Europeia incluem-se a criação de um think tank da Nova Bauhaus Europeia (NEB Lab), o lançamento de um selo de excelência Nova Bauhaus Europeia e a criação do Festival da Nova Bauhaus Europeia, cuja primeira edição terá lugar na primavera de 2022.

 

A Comissão Europeia convidará ainda os Estados-Membros a integrar os valores fundamentais da NBE nas estratégias de desenvolvimento territorial e socioeconómico, nomeadamente no âmbito dos planos de recuperação e resiliência e nos programas relacionados com política de coesão territorial.

 

Toda a informação sobre a NBE está em atualização constante na página web 

Partilhar