JOSÉ RÉGIO | Apresentação do programa comemorativo em Coimbra

Voltar

EVOCAÇÃO DOS 50 ANOS DA MORTE DE JOSÉ RÉGIO
Conferência de imprensa | Apresentação do programa

 

No dia 22 de dezembro de 2019 celebra-se o cinquentenário da morte de José Régio. As comemorações iniciaram em 2019 e decorrem até dezembro de 2020. 

O programa da evocação da vida e obra de José Régio percorre as suas “terras de afeição” (Vila do Conde, Coimbra, Portalegre) e apresenta iniciativas de cariz nacional e local.

José Régio, nome literário de José Maria dos Reis Pereira, nasceu em Vila do Conde a 17 de setembro de 1901. Estudou em Coimbra, tendo-se licenciado em Filologia Românica, em 1925, com a tese intitulada “As correntes e as individualidades na Moderna Poesia Portuguesa”, trabalho onde foi feita, pela primeira vez, a apologia dos poetas da revista Orpheu. Foi professor em Portalegre durante mais de 30 anos, falecendo a 22 de dezembro de 1969 em Vila do Conde.

Em Coimbra, o programa das comemoração teve início hoje, sexta-feira 27 de setembro, e prolonga-se até final de 2020. A Direção Regional de Cultura do Centro, a Câmara Municipal de Coimbra e a Universidade de Coimbra deram a conhecer, em conferência de imprensa, as iniciativas propostas pelas 3 entidades.

 

CÂMARA MUNICIPAL DE COIMBRA

Quartas no Torga | Casa Museu Miguel Torga Maio e Outubro 2020

Ciclo de conferências que apresenta, de forma intimista, vários rostos que partilham com o público o testemunho de vivências em comum com o universo literário do escritor vilacondense. Neste contexto são, também, partilhados vários estudos de investigação académica acerca da obra regiana, com o objetivo de a difundir amplamente.

Na Voz do Regresso | Aureliano Costa (Poesia) e António Victorino d’Almeida (Piano) Setembro 2020 / Casa da Escrita

Em 2001, no âmbito da comemoração do Centenário do Nascimento de José Régio, Aureliano Costa gravou, com o maestro António Victorino d'Almeida, “Na Voz do Regresso”, em homenagem ao Poeta. Maestro e declamador voltam a encontrar-se, em Coimbra, para continuar a difundir a obra, aliando a Poesia à Música, de um dos influentes escritores da revista Presença, com forte representação na cidade dos estudantes.

Exposição | Junho 2020 / Casa Municipal da Cultura

Exposição de livros e outros documentos existentes na Biblioteca Municipal de Coimbra; documento Litográfico “Fado Português”, da coleção do Núcleo da Guitarra e do Fado de Coimbra – Torre de Anto; reproduções fotográficas de José Régio.

Sabores da Escrita | Casa da Escrita 20 de Março 2020

Sabores da Escrita é uma iniciativa que alia a literatura à gastronomia, juntando especialistas das duas áreas, num percurso pelas rotas de saberes e sabores. Em cada sessão há uma conferência, onde são abordadas as referências alimentares na vida e na obra de diferentes autores, nacionais e estrangeiros, seguindo-se a realização de um jantar temático. José Régio será, pois, o principal mote do evento.

Roteiro Regiano – visita guiada “José Régio Presença de Coimbra” Junho e Outubro 2020

Visita guiada a espaços (exteriores) que evocam, na cidade de Coimbra, a figura ímpar do escritor, do professor e do homem dedicado às artes que nos deixou um legado inigualável.

Homem de grande importância para a literatura em Portugal, traduz o ambiente pleno de mudanças e revoltas, marcando o segundo modernismo português, espelhado na revista Presença.

Com este roteiro pretende-se desafiar a curiosidade de todos quantos nos visitam para a obra de José Régio e para o património literário português com especial enfâse no contributo intelectual que Coimbra tem como centro difusor e produtor de cultura.

Espetáculo de Fado Maio 2020 / Praça 8 de Maio

Espetáculo de Fado, com integração do tema “Fado Português” (compositor: José Régio/ Alain Oulman). Amália Rodrigues gravou em 1965 e Dulce Pontes em 1996 (álbum "Caminhos").

Fado Português partilha dos traços marcantes da poesia de José Régio evidenciando uma faceta trágica e expressionista que, por momentos, atinge algum paroxismo. O sujeito lírico revela-se sensível à tragédia de tipos sociais e humanos afligidos por uma chaga moral, um fado, e que não vislumbram nem encontram qualquer oportunidade social de se realizarem.

Neste poema, José Régio revela uma capacidade que pode agradar àqueles que não são grandes apreciadores de poesia: em verso, com uma escrita simples que descarta por completo aqueles floreados que ora tornam a poesia bela ora a tornam enfastiante, o escritor tem a capacidade de contar uma história.

Feira Cultural de Coimbra Junho 2020

A Feira Cultura de Coimbra, evento anual, integra, na generalidade, inúmeras iniciativas, que transpõem áreas que vão desde a literatura, ao artesanato, à gastronomia, à música, às artes plásticas, à cultura e criatividade e à animação.

Em 2020, a programação da Feira Cultural de Coimbra destaca José Régio, não apenas pelo seu valor enquanto escritor como, também, recorrendo ao cruzamento de outras manifestações artísticas de índole cultural, reveladoras das inúmeras facetas que Régio assumiu ao longo da sua vida.

 

UNIVERSIDADE DE COIMBRA

Exposição Temática documental | Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra

Ano 2020 | Data a definir

Jornada Regiana (Centro de Literatura Portuguesa)

Ano 2020 | Data a Definir

 

DIREÇÃO REGIONAL DE CULTURAL DO CENTRO

Reedição de cinco obras de José Régio (Ano 2020)

O PRÍNCIPE COM ORELHAS DE BURRO 

MAS DEUS É GRANDE

PÁGINAS ESCOLHIDAS DA PRESENÇA (antologia)

TRÊS ENSAIOS SOBRE ARTE

PENSAMENTOS DE JOSÉ RÉGIO SOBRE ARTE, LITERATURA E RELIGIÃO (antologia)

 

(Foto: Suzana Menezes - DRCC | Carina Gomes - CMC | Delfim Leão - UC)

 

Data: 27/09/2019 a 27/09/2019

Local: Coimbra

Publicação: 27-09-2019

Partilhar

Notícias e Eventos

Em Destaque