A Direção Regional de Cultura do Centro organiza nos dias 11, 12 e 13 de julho, a Conferência Internacional CULTURA. TERRITÓRIO E DESENVOLVIMENTO, na aldeia histórica de Idanha-a-Velha.

A Direção Regional de Cultura do Centro pretende promover uma discussão alargada sobre o papel da cultura no desenvolvimento dos territórios, tendo como pano de fundo a competição, que se avizinha em Portugal, para selecionar a Capital Europeia da Cultura 2027. O objetivo é compartilhar visões para o território à escala internacional, colocando a cultura no centro do debate.

Para tal propõe-se abordar as seguintes temáticas:

- Políticas culturais ao nível local e regional;

- Estratégias e visões para o desenvolvimento das cidades;

- Desenvolvimento de públicos e lógicas participativas;

- Dimensão Europeia e internacionalização dos territórios;

- O impacto e a sustentabilidade das políticas culturais.

Serão apresentados casos inspiradores, nacionais e internacionais, no que diz respeito à conceção, desenvolvimento e gestão de visões e políticas culturais para as cidades e as regiões, desenvolvimento de públicos e estratégias de internacionalização. Será dado especial relevo às experiências das Capitais Europeias da Cultura (CECs) e também à criação de redes, nomeadamente as Cidades Criativas da UNESCO.

Este evento é dirigido a todos os operadores culturais e criativos, incluindo autoridades locais e regionais e o setor privado. Tendo em conta que uma política cultural bem-sucedida exige o envolvimento efetivo de várias outras áreas de atuação, a conferência dirige-se também a todos os atores envolvidos no planeamento regional e local.

 

A Conferência conta com o apoio do Município de Idanha-a-Nova, Turismo Centro de Portugal e Aldeias Históricas de Portugal

Não falte à discussão! PARTICIPE!

 

Inscreva-se até dia 5 de julho através do email conferencia@drcc.gov.pt ou no formulário online
Inscrições gratuitas e limitadas ao espaço. 

Agradecemos que, após inscrição, e caso não venha a ter disponibilidade para participar na conferência, contacte a organização com antecedência, para que seja possível ceder o seu lugar a outros interessados.

 

DOWNLOAD CONFERENCE PROGRAMME EN

DIA 11 DE JULHO | QUINTA-FEIRA
Local: Igreja de Idanha-a-Velha

14:00

Check-in

15:00

Abertura

Ana Abrunhosa, Presidente da CCDR Centro
Pedro Machado, Presidente da Turismo do Centro
Armindo Jacinto, Presidente da Câmara Municipal de
Idanha-a-Nova
Graça Fonseca, Ministra da Cultura

15:40

As Políticas Culturais à Escala Regional

A candidatura “Waterford for the Three Sisters” permanece como exemplo relevante de um projeto de política cultural ao nível inter-municipal, pese embora não tenha sido a cidade nomeada para o título de CEC na Irlanda em 2020.

Karan Thompson, Karan Thompson Consulting Limited

Isabel Damasceno, CCDRC; Edgar Garcia, Instituto Catalão para as Empresas Culturais; Pedro Machado, Turismo do Centro; Jorge Brito, CIM Região de Coimbra

Moderador: Urbano Sidoncha, Universidade da Beira Interior 

17:00

Visão Centro 2027: processo e reflexões na região

Na região Centro 4 cidades já anunciaram a sua intenção de candidatura à competição para a CEC 2027 em Portugal.

José Pina, Aveiro; Luís de Matos, Coimbra; Paulo Lameiro, Leiria; José Manuel Amaral Lopes, Guarda.

Moderador: Américo Rodrigues, Direção-Geral das Artes

18:30

Visita ao campo arqueológico do Projeto IGAEDIS
IGAEDIS - Da Civitas Igaeditanorum à Egitânia. Construção e evolução da cidade e definição dos seus territórios da época romana até à doação dos Templários. Projeto de investigação enquadrado por um protocolo celebrado entre o município de Idanha-a-Nova, a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

19:00

Cocktail & Apéro

22:00

Concerto com a Orquestra Sem Fronteiras
A associação Orquestra Sem Fronteiras existe para apoiar e fixar o talento jovem no interior do país, combatendo o abandono do ensino da música e premiando o mérito académico. Tem sede no Centro Cultural Raiano, em idanha-a-Nova.

 

12 DE JULHO | SEXTA-FEIRA
Local: Igreja de Idanha-a-Velha

09:00

Check-in

09:30

A Dimensão Europeia da Cultura e as Cidades

O desenvolvimento da dimensão Europeia, sua conceção e implementação, é um dos principais desafios dos projetos candidatos ao título de CEC. As cidades e as regiões assumem-se como novos protagonistas no domínio da internacionalização.

Sylvain Pasqua, DG Educação e Cultura, Comissão Europeia

Marta Martins, Artemrede, Dalila Dias, Aldeias Históricas de Portugal, Ana Čižauskienė, CEC Kaunas 2022

Moderador: Bruno Costa, Bússola

11:00

Coffee-break 

11:10

A Rede de Cidades Criativas UNESCO: o caso Português

Em Portugal são já 5 cidades que atualmente integram esta rede mundial. Este ano, 4 cidades apresentaram a sua candidatura no sentido da sua integração

Armindo Jacinto, Idanha-a-Nova - Música, Luísa Arroz Albuquerque, Caldas da Rainha - Artesanato e Artes Populares (Candidata), André Magalhães Amarante - Música, Paula Ganhão Óbidos - Literatura

Moderadora: Andreia Garcia, Andreia Garcia Architectural Affairs

12:15

Almoço livre

13:30

Desenvolvimento de Públicos e Lógicas Participativas

Qual o significado e propósito do desenvolvimento e envolvimento de públicos no âmbito do processo de conceção e implementação das CECs? Quais são os desafios para os operadores e instituições culturais bem como para as autoridades públicas?

Esta sessão pretende demonstrar modelos e métodos para desenvolver processos de co-criação e envolver diferentes públicos-alvo, tendo Kaunas CEC 2022 como estudo de caso.

Ana Čižauskienė, Diretora Artística CEC Kaunas 2022

14:30

Para além das Capitais da Cultura: o legado

Sendo um projeto de longa-duração e com impacto expectável para além do período pós-CEC, definir, preparar e avaliar o legado são desafios essenciais.

Beatriz Garcia, Universidade de Liverpool

Francisca Abreu, Guimarães CEC 2012 e Jelle Burggraaf, Leeuwarden CEC 2018

Moderador:  Cristina Farinha, membro do júri de seleção e monitorização das CECs

16:00

Coffee-break

16:15

A cidade que procuro

A finalizar as jornadas, a nova geração de criadores e “fazedores”, é desafiada a refletir sobre a sua visão de cidade, cultura e desenvolvimento.

O que esperam e precisam os agentes culturais a quem as políticas públicas são também dirigidas?

Matilde Seabra, Talkie Walkie, Filipa Frois Almeida FAHR 021.3, Martim Sousa Tavares, Orquestra Sem Fronteiras, Frederico Martins, Frederico Martins Fotografia, Júlio Dolbeth, Dama Aflita/FBAUP

Moderador: Carlos Magno, Jornalista e Professor Universitário

17:30

Conclusões

Cristina Farinha e Rui Monteiro, curadores e relatores da conferência

17:45

Encerramento

Suzana Menezes, Diretora Regional de Cultura do Centro

 

 

13 DE JULHO | SÁBADO

9:30 /18:00

Visita guiada às Aldeias Históricas de Sortelha, Belmonte e Monsanto

Almoço livre em Belmonte.
Ponto de encontro: Câmara Municipal de Idanha-a-Nova pelas 9:30

(inscrição obrigatória)

 

Veja aqui os vídeos e fotografias da Conferência

Partilhar