Recursos

LOJA

+
X

A loja do Museu da Cerâmica disponibiliza uma vasta oferta de produtos relacionados com a temática do Museu, com destaque para publicações de arte. Para o público infantil disponibiliza uma divertida gama de produtos e lazer e pedagógicos.

Visite a loja física durante o horário de abertura do Museu ou a loja online.

Para mais informações em mceramica@drcc.gov.pt

JARDIM

+
X

Os jardins do Museu da Cerâmica, de traçado romântico, com as alamedas, canteiros, floreiras e um auditório ao ar livre, constituem um conjunto evocativo do gosto do final do século XIX e uma área propícia ao lazer e ao desenvolvimento de atividades educativas lúdicas e culturais, tais como o teatro ou a música.

As zonas arborizadas encontram-se decoradas com esculturas: um exemplar em bronze representando uma mulher com trajes da antiguidade clássica segurando duas esferas, do autor francês A. Carrier; um anjo em pedra; dois querubins, em cerâmica, executados no Atelier Cerâmico, placas de azulejos com poemas de Edmond Rostand-Cambo e inscrições alusivas a representações de peças de Gil Vicente e a atuação do Orfeão de Condeixa, acontecimentos ocorridos nos jardins do Palacete.

São de destacar os azulejos com motivos naturalistas, como os nabos, gatos, rãs e os de inspiração Arte Nova, decorados com borboletas, gafanhotos e nenúfares, que revestem canteiros, floreiras dos jardins, colorindo o local com a vivacidade dos seus esmaltes.

Encontram-se, em vários locais desta Quinta, originais modelos de azulejos, representando a efígie de Vasco da Gama e a Torre de Belém, em enquadramento de cordas e cruz de Cristo de inspiração manuelina, com vidrado a verde garrafa e que foram produzidos no Atelier Cerâmico.

A produção holandesa do século XVII/XVIII de figura avulsa, encontra-se representada nos lagos do jardim, por pastores, jogos infantis, cavaleiros, paisagens em manganês e azul cobalto sobre fundo branco, revelam uma técnica e desenho cuidado, bem ao gosto dos holandeses. 

Nos jardins destacam-se as espécies botânicas, algumas muito raras, trazidas pelo Visconde do estrangeiro e plantadas nos jardins da Quinta, o que poderá ser entendido como uma perspetiva avançada do conceito de património.

AUDITÓRIO AO AR LIVRE

+
X

Auditório ao ar livre

Espaço do jardim onde se realizam diversos eventos, nomeadamente  teatro, música, dança entre outras atividades.

OLARIA

+
X

Olaria

Este espaço amplo, recebe oficinas destinadas a grupos de dimensões variáveis e de todos os escalões etários, devidamente apetrechado com mobiliário próprio, dispondo de iluminação natural, sistemas de iluminação artificial, água corrente e fornos de cozedura de barro.

SALA POLIVALENTE

+
X

Sala Polivalente

O Museu dispõe de uma sala polivalente onde se efetuam exposições, conferências, encontros, ações de formação e outras atividades que se enquadram na sua vocação e objetivos.

SALA DE EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS

+
X

Sala de Exposições Temporárias

A sala de exposições temporárias ocupa uma disposição que permite o seu acesso independente e autónomo. Possui cadeira elevatória para pessoas com dificuldade de mobilidade.